Brasil fortalece relação com membros do Mercosul | Portal Brasil

Governo assinou o Protocolo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (PCFI) para impulsionar trocas comerciais entre os países integrantes do bloco

Publicado em 11/05/2017 no Portal Brasil

A intensificação das relações entre o Brasil e os demais países do Mercosul (Argentina, Uruguai e Paraguai) voltou a ser um objetivo do governo no último ano. Em abril, o governo assinou o Protocolo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (PCFI), que impulsionará trocas comerciais entre os países integrantes e estabelece uma agenda comum de inserção do bloco no mercado mundial.

O acordo tem como base o modelo brasileiro de Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI), já assinado pelo Brasil com nove países e focado no conceito de facilitação do fluxo de capitais, mitigação de riscos e na prevenção das controvérsias.

Além disso, o Brasil está empenhado em negociações bilaterais com o México e, juntamente aos parceiros do Mercosul, também com União Europeia. O País também já abriu consultas públicas para iniciar a discussão com Japão e Coreia do Sul.

O Congresso Nacional ainda aprovou o Acordo de Ampliação Econômica entre Brasil e Peru, o maior pacote temático concluído pelo governo brasileiro em âmbito bilateral (incluindo investimentos, serviços e compras governamentais). Esse foi o primeiro acordo de compras públicas do Brasil, setor que movimenta 15% do PIB mundial.

Europa

Em janeiro, o Brasil iniciou, durante o Fórum Econômico Mundial, negociações para um possível acordo de livre comércio entre o Mercosul e a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), bloco formado pela Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein.

Além da redução tarifária, o possível acordo incluirá disciplina sobre barreiras não tarifárias, ajudando exportadores brasileiros que eventualmente enfrentem essas barreiras naquele mercado.

Em 2016, as exportações brasileiras para a EFTA totalizaram US$ 2,4 bilhões (participação de 1,3%), sendo que os produtos manufaturados representaram 64,9%, os semimanufaturados, 25,9% e os básicos, 9%.

Fonte: Brasil fortalece relação com membros do Mercosul — Portal Brasil

%d blogueiros gostam disto: