Comissão de Alfandegamento conhece instalações do Porto Seco de Teresina | 180 Graus

A Comissão de Alfandegamento da Receita Federal, oriunda da cidade de Fortaleza (CE), esteve nesta última quarta-feira (19), em Teresina, para conhecer o local de instalação do Centro Logístico aduaneiro (CLIA) da capital piauiense. Na ocasião, a equipe trocou experiências e analisou a iniciativa que servirá para a realização de operações de controle aduaneiro, funcionando como ponto de recebimento, despacho e armazenamento de mercadorias.

https://i0.wp.com/enova.com.br/wp-content/uploads/2017/04/180-logo-jan-17.png?resize=74%2C72&ssl=1O Clia de Teresina ficará localizado no Loteamento Industrial Polo Empresarial Sul, na altura do KM 11,4 da BR-316. O projeto é inovador e vai acelerar o desenvolvimento do Piauí, fortalecendo a economia do setor industrial.

De acordo com o presidente da Porto PI, Ted Wilson, é importante a presença da Comissão Alfandegária em Teresina para que a equipe ratifique que o Piauí tem um forte potencial para a importação e exportação. “O Clia será um marco para o Estado do Piauí, oferecendo mais operacionalidade a Portos e Aeroportos, além disso vai gerar emprego e renda para a nossa região”, destaca.

O auditor fiscal da Receita Federal de Fortaleza e presidente da Comissão Regional de Alfandegamento, Jesus Ferreira, avalia o empreendimento de forma positiva e acredita que o mesmo contribuirá para o Piauí deixar sua marca no comércio exterior.

“É uma iniciativa fundamental para o desenvolvimento do estado. Observamos que as exportações saem dos Portos Pecém e Itaqui, ou seja, o Piauí não aparece nas estatísticas da carga de exportação. Com a chegada desse Clia, esta realidade vai mudar consideravelmente em todos os aspectos da economia”, finaliza.

%d blogueiros gostam disto: