Comissão de Portos é contra a movimentação de soja no terminal de Itajaí | Diarinho do Litoral

A audiência pública sobre o assunto aconteceu no dia 27 de março e lotou o plenário da Câmara de Vereadores

O parecer da comissão de Complexos Portuários, Autarquias, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista da Câmara de Vereadores de Itajaí recomendou que sejam estudadas alternativas para que a movimentação de soja aconteça através dos Terminais Privados (TUPs) à montante do Rio Itajaí-Açu próximos à BR-101, e a utilização de barcaças, que causariam menos impacto ao município. “Tivemos consenso de que a vinda da soja só seria positiva se fosse movimentada através dos TUPS ou barcaças e que, de maneira nenhuma, viesse pelo acesso terrestre, tendo em vista que as nossas ruas não suportariam mais de 300 caminhões por dia, além dos que já trafegam, podendo inclusive inviabilizar a carga conteineirizada”, afirmou o presidente da Comissão, vereador Robison Coelho (PSDB).

O parlamentar também reiterou a importância de que a bancada catarinense pressione com urgência os gestores federais para a prorrogação imediata do contrato com a APM Terminals, empresa que detém a concessão dos serviços nos berços um e dois no Porto de Itajaí. Além de Robison Coelho, assinaram também o relatório os demais membros da comissão, os vereadores Eduardo Kimassa (PRP) e Sérgio Murilo Pereira (PP). O parecer será encaminhado ao Poder Executivo, a quem cabe a decisão.

Fonte: Comissão de Portos é contra a movimentação de soja no terminal de Itajaí

%d blogueiros gostam disto: