Sarampo: PE reforça importância da vacinação | Governo do Estado de Pernambuco

Sem casos desde 2014, doença está presente em todos os continentes

Neste ano, até o mês de abril, mais de 15 mil casos de sarampo foram confirmados em países da América do Norte, África, Europa, Ásia e Oceania.  Em Pernambuco, a última ocorrência foi em 2014. Mesmo assim, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) reforça com a população a importância da imunização contra a enfermidade, já que há o risco de reintrodução do vírus em Pernambuco. A vacina tríplice viral, que ainda protege contra rubéola e caxumba, está disponível na rede pública de saúde rotineiramente.

“Registramos casos de sarampo em Pernambuco em 2013 e 2014 e, desde então, Pernambuco é considerado como área livre da doença. Para continuarmos assim, precisamos conscientizar a população para a vacinação. Com o fluxo de turistas no Estado e também com os pernambucanos viajando para outros países, há o risco da reintrodução do vírus, tornando-se imprescindível a prevenção”, afirma a gerente de Prevenção de Doenças Imunopreveníveis da SES, Ana Antunes.

A vacina tríplice viral deve ser aplicada em crianças com 12 meses, com um reforço aos 15 meses com a tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela). Para crianças acima de 2 anos, além de jovens e adultos até os 29 anos, não vacinadas anteriormente ou que não se lembram, devem ser feitas 2 doses da tríplice viral, com intervalo de 30 dias entre elas. Adultos entre 30 e 49 anos (não imunizados ou que não lembram) devem tomar uma dose da tríplice. Profissionais de saúde não vacinados devem tomar duas doses com a vacina tríplice viral, independente da idade.

É importante que a população vá a um posto de saúde, munido da caderneta de vacinação, para saber se é preciso fazer a atualização de alguma dose. “Também precisamos chamar a atenção para os profissionais que trabalham na área do turismo, já que eles têm contato diário com viajantes que podem ser de regiões afetadas pelo sarampo”, reforça Ana Antunes.

O sarampo é uma doença que causa febre e manchas vermelhas no corpo, acompanhado de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse, coriza ou conjuntivite. Caso haja esses sinais, é importante procurar imediatamente uma unidade de saúde.

DADOS: Em Pernambuco, foram registrados 199 casos de sarampo em 2013 e 27 em 2014, além de 1 caso importado em 2012. Anteriormente, o último registro tinha sido em 1999.

Fonte: Portal do Governo do Estado de Pernambuco

%d blogueiros gostam disto: