Defesa Civil de MS registra marca histórica de 100 desastres naturais em 43 anos | Defesa Civil do Mato Grosso do Sul

por Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Mato Grosso do Sul

A Defesa Civil de Mato Grosso do Sul registrou pela primeira vez, desde 1974, a marca histórica de 100 ocorrências naturais causadas por algum fenômeno climático. O centésimo registro de desastre (registrado no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres – S2ID, uma ferramenta do Ministério da Integração Nacional), no período de janeiro a setembro de 2017, ocorreu nesta segunda-feira, 11 de setembro, na Cidade de Paranhos, causado por um incêndio florestal.

12/09/2017 – O Coordenador Estadual de Defesa Civil, Coronel Isaías Bittencourt, ressalta que o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres – S2ID, realizado por meio digital, constitui uma ferramenta importante para agilizar e dar transparência aos processos de comunicação entre o Governo Federal, o Estado e os Municípios, relacionadas às informações de ocorrências de desastres, possibilitando ainda a construção de um banco de dados consistente que possa ser utilizado como estatística e eventualmente para dar sustentação a apresentação de projetos de obras preventivas.

“Fazemos um trabalho incessante nesta Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, estimulando o poder público municipal  a promover a inserção dos dados decorrentes de eventos adversos no município, visando obter subsídios à gestão de riscos e desastres no Mato Grosso do Sul, facilitando assim, as análises das solicitações de reconhecimento federal de situação de emergência e de estado de calamidade, ou mesmo a homologação por parte do Estado”, disse o Coronel Bittencourt.

O número de 100 ocorrências registradas no Estado demonstra,  que existe um sistema estadual operante e vigilante, numa integração entre o governo estadual e os municípios, onde a CEDEC tem promovido a capacitação de agentes locais a operar o sistema, através do Curso de Formação, Estruturação e Operacionalização de COMDEC e Curso de Combate a Incêndio em Vegetações Diversas, cursos estes sendo ministrados pela equipe da Gerência de Ensino da CEDEC-MS, nas diversas cidades-polo do estado.

Importância do registro

Os primeiros registros de desastres naturais o Estado datam de 1974 e eram ainda incipientes. Naquele ano, foram registradas nove ocorrências, sendo a primeira em 23 de janeiro, uma inundação em Dois Irmãos do Buriti. No ano de 2011, foram 82 registros, e em 2005, 73.

As 100 ocorrências de janeiro a setembro incluem, além do incêndio florestal em Paranhos, casos de deslizamentos, chuvas de granizo, alagamentos, enxurradas, estiagem, temporais, tornados, vendaval, voçoroca, geadas e incêndios em aglomerados residenciais.

O Coordenador Adjunto da CEDEC, Tenente-Coronel Fábio Santos Catarineli, enfatizou que é de suma importância que a coordenação de defesa civil do município faça o registro de algum desastre, seja ele de pequena ou de grande intensidade, para que a prefeitura possa justificar a captação de recursos para obras preventivas. “Mesmo que não seja uma ocorrência de grandes proporções ou que justifique a tomada de uma situação de alerta ou emergência, é fundamental que o município registre o desastre para tomada de ações futuras. O desastre é simultaneamente registrado pelo sistema nacional e pelo Estado”, explicou o TC Catarineli.

Fonte: Defesa Civil de MS registra marca histórica de 100 desastres naturais em 43 anos | COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL

%d blogueiros gostam disto: