Brasil fortalece política externa e estreita relações com outros países | Portal Brasil

Presidentes da Argentina e Espanha e os monarcas da Suécia, por exemplo, fizeram visitas oficiais ao País. Acordos comerciais foram fortalecidos

Em um ano, o Brasil se posicionou no cenário internacional como uma nação que está empenhada em enfrentar os problemas, retomar o ritmo e aumentar a integração com o mundo, por meio de visitas bilaterais, participação em encontros de governança global e alianças comerciais.

Isso é resultado de uma mudança na forma de se relacionar com as outras nações. Foi retomada a diplomacia presidencial. Atos bilaterais e com blocos comerciais assinados.

Retomada da diplomacia presidencial

Em fevereiro, os governos do Brasil e da Argentina assinaram quatro atos para aumentar a parceria no intercâmbio comercial, na prestação de serviços de saúde em regiões fronteiriças e na cooperação diplomática e consular.

Os monarcas da Suécia, Rei Carlos XVI Gustavo e Rainha Silvia, visitaram o Brasil em abril deste ano, para encontros sobre direitos das crianças e atração de investimentos para a geração de empregos.

Em setembro de 2016, os representantes de países que integram o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) tiveram um encontro à parte durante a reunião do G20 em Hangzou, na China, para discutir estratégias de retomada do crescimento econômico entre os integrantes do bloco.

Em outubro, o presidente Michel Temer participou também da 8ª Cúpula do Brics e fez visita de caráter bilateral à Índia, além de viagem oficial ao Japão – a primeira de um chefe de Estado brasileiro em onze anos.

Intensificação do comércio exterior

Para impulsionar as trocas comerciais entre os países integrantes do Mercosul, o governo assinou o Protocolo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (PCFI). O documento inédito estabelece uma agenda comum de inserção do bloco no mercado mundial.

Além disso, acordo assinado em julho na Organização Mundial do Comércio (OMC) aumenta exportações em R$ 250 milhões ao ano para a União Europeia, permitindo ampliação das vendas de alguns produtos agrícolas e animais para o bloco econômico.

No início do ano, o Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, na Suíça, serviu como palco para o governo brasileiro avançar nas negociações de acordos entre os blocos comerciais do Mercosul e da União Europeia. Houve ainda a conclusão do diálogo inicial entre o Mercosul e a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), região de livre comércio da Europa que não faz parte da União Europeia.

Além de buscar acordos com os blocos comerciais, o governo brasileiro também intensificou os atos bilaterais. Em abril, Brasil e Espanha assinaram cinco atos de cooperação em quatro diferentes áreas. A assinatura dos acordos ocorreu durante a visita oficial do presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy. O fluxo de comércio com os espanhóis somou US$ 5,2 bilhões no ano passado.

Ainda em abril, o presidente Michel Temer agradeceu ao presidente chinês, Xi Jinping, pela solução efetiva do tema da exportação dos produtos de carne brasileira à China. Os dois chefes de Estado reiteraram a alta importância da parceria estratégica global sino-brasileira.

Neste mês de maio, a equipe veterinária da União Europeia veio ao País para fazer inspeções em frigoríficos de todas as carnes (bovina, de frango e suína). A missão será feita por seis profissionais, que serão divididos em três grupos e atuarão nos estados do Paraná, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso.

Segurança nas fronteiras

O governo firmou, em novembro, um compromisso de cooperação judicial, policial e de inteligência com países do Cone Sul para combater crimes nas fronteiras. A ideia é trabalhar com os outros países em três eixos principais: na troca de informações, em operações policiais e no combate à lavagem de dinheiro. O presidente Michel Temer assinou um decreto que institui o Programa de Proteção Integrado de Fronteiras para articular diferentes órgãos do País no combate a crimes nessas regiões.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Ministério

Brasil fortalece política externa e estreita relações com outros países — Portal Brasil

%d blogueiros gostam disto: