RR: Defesa civil diz que mais de 900 índios foram afetados por enxurrada em Uiramutã, interior de Roraima | RR / Roraima | G1

Na quinta-feira, rios Uailã e Maú encheram repetinamente; na imagem divulgada pelo Exército no mesmo dia, índia aguarda socorro após cheia súbita de rios (Foto: Exército/Divulgação)

Por Priciele Venturini e Emily Costa, Rede Amazônica Roraima e G1 RR

A Defesa Civil de Roraima divulgou neste domingo (21) que 936 índios foram afetados pela enxurrada causada pela cheia súbita dos rios Uailã e Maú, em Uiramutã, no Norte de Roraima.

Até agora, não há registro de mortos ou feridos. A Defesa Civil chegou a apurar o suposto desaparecimento de seis crianças em uma comunidade indígena, mas às 16h (17h de Brasília) após sobrevoo na região a informação foi oficialmente descartada.

Na madrugada de quinta-feira (18), os rios Uailã e Maú encheram repentinamente. A cheia isolou moradores e até a própria cidade de Uiramutã ficou sem ligação terrestre com a BR-171 que dá acesso ao município. Algumas malocas – moradias dos indígenas – foram submersas pelos rios.

De acordo com coronel Doriedson Ribeiro, chefe da Defesa Civil, ainda não há um número preciso de desabrigados, pois está sendo feito um levantamento. No sábado (21), a prefeitura da cidade divulgou que havia 600 indígenas desabrigados devido à cheia dos rios.

Conforme Ribeiro, 45 habitações foram danificadas em 15 comunidades indígenas que estão na circunscrição da Reserva Indígena Raposa Serra do Sol. Algumas casas tiveram partes da estrutura levadas pela água.

Mais detalhes no portal G1 em Defesa civil diz que mais de 900 índios foram afetados por enxurrada em Uiramutã, interior de Roraima | RR / Roraima | G1

%d blogueiros gostam disto: