Itajaí (SC) completa um ano sem registrar casos de dengue | Prefeitura Municipal de Itajaí

por Maikeli Alves / Via Prefeitura Municipal de Itajaí (SC)
Apesar do cenário positivo, cidade continua desenvolvendo ações de combate ao Aedes Aegypti

Itajaí completou, nesta semana, um ano sem casos positivos de dengue. O último paciente que contraiu a doença foi registrado em 23 de maio do ano passado. O resultado é fruto das diversas ações que o município vem realizando para combater o mosquito Aedes Aegypti. O trabalho intenso foi o que permitiu zerar o número de casos de dengue em 2017.

“Mesmo com temperaturas mais baixas ainda existe a presença do mosquito no município e é neste momento que temos que eliminar os recipientes com água parada ou que possam acumular. Por isso, solicitamos o apoio de toda a população para dar continuidade às ações de prevenção”, reforça o coordenador do Programa de Controle da Dengue, Lúcio Vieira.

As atividades desenvolvidas pelo município para combate ao mosquito Aedes Aegypti também continuam. Uma das principais estratégias adotadas pela Secretaria de Saúde de Itajaí foi a reativação da Sala de Situação, que promove e define ações conjuntas entre as várias secretarias municipais. Os participantes se reúnem quinzenalmente e já organizaram mutirões, fiscalizações a estabelecimentos irregulares, levantamentos aéreos com drone, trabalhos educativos nas escolas e com a comunidade, entre outros.

A próxima ação prevista ocorre na segunda-feira (29) quando equipes das Secretarias de Saúde, Obras, Desenvolvimento Social e Habitação, além da Codetran e da Vigilância Sanitária, farão uma ação de limpeza na casa de um acumulador de materiais. Além disso, os agentes de endemias seguem com o trabalho de orientação nos bairros. Os mais de 70 profissionais já realizaram 122.666 visitas a residências, comércios, terrenos baldios, armadilhas e pontos estratégicos somente neste ano. Atualmente, há equipes nos bairros Cordeiros, São Vicente e São João.

Ações redobradas durante os dias frios

Apesar de ser durante o verão que o mosquito Aedes Aegypti se prolifera com maior intensidade, são nos dias frios que as medidas de controle podem ser mais eficazes. Conforme pesquisadores da Fiocruz, quando as temperaturas caem o ciclo reprodutivo do mosquito fica mais lento e, dessa forma, as ações voltadas para o combate têm maior impacto. Com menos mosquitos em circulação, é muito mais fácil combater os focos existentes.

O coordenador do Programa de Controle da Dengue ressalta que mesmo com cenário positivo as ações de prevenção estão sendo redobradas, pois Itajaí é considerada pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) uma cidade infestada. “Estamos trabalhando intensamente para evitar que no próximo verão tenhamos novos casos da doença e para isso contamos com o apoio da comunidade”, completa.

Os moradores podem auxiliar no combate ao Aedes vedando os reservatórios de água, limpando as calhas, removendo pratinhos dos vasos de plantas, bem como a mantendo garrafas, latas e outros recipientes virados para baixo de forma que não acumulem água. Também é importante ficar atento a locais menos óbvios, como ralos, bandejas atrás de refrigeradores e outros espaços pouco usados como, por exemplo, os banheiros da área de churrasqueira.

A população também pode denunciar possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, chukungunya e zika vírus pelo aplicativo da Defesa Civil de Itajaí. Com o app, o usuário pode enviar fotos do local e o endereço para que as equipes façam uma vistoria. Ainda é possível fazer a denúncia pelo telefone (47) 3249-5573.

__________________________
Informações adicionais:
Secretaria de Saúde de Itajaí
(47) 3249-5573

Secretaria de Comunicação
Maikeli Alves
(47) 3249-5524

Fonte: Itajaí (SC) completa um ano sem registrar casos de dengue | Prefeitura Municipal de Itajaí

%d blogueiros gostam disto: