PE: Saúde de Pernambuco é destaque em mostra nacional de epidemiologia | Governo de Pernambuco

Secretaria Estadual de Saúde saiu vitoriosa em 4 categorias. Recife, Venturosa e Jaboatão também foram agraciados.
03/07/2017 – Pernambuco saiu vitorioso da 15º Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), realizada em Brasília até a última sexta-feira (30.06). Ao todo, o Estado ganhou sete prêmios no evento, que é o principal da área de epidemiologia do Brasil: quatro da Secretaria Estadual de Saúde (SES), sendo um em parceria com a Associação dos Portadores de Doenças de Chagas, Insuficiência Cardíaca e Miocardiopatia de PE; um para a Secretaria Municipal de Venturosa; um para a Secretaria do Recife; e um para a Secretaria de Jaboatão dos Guararapes. Desses prêmios, quatro foram selo ouro, o maior da mostra competitiva; dois selos prata e um selo bronze.

“Esse reconhecimento mostra o compromisso e o empenho dos trabalhadores de saúde pernambucanos com a produção de conhecimento que possibilite trazer mais qualidade de vida para a nossa população e para qualificar os serviços ligados ao Sistema Único de Saúde”, afirma o secretário estadual de Saúde, Iran Costa.

Dos trabalhos, quatro receberam o selo ouro em suas respectivas categorias da Mostra, com os temas Estratégia de atuação do Cievs/PE na resposta à emergência da microcefalia: uma ação integrativa (SES); Avaliação do Programa de Controle da Tuberculose: uma análise da implantação municipal (SES); Buscando o direito à assistência integral para pessoas com doenças de Chagas em PE: uma experiência viável de integração com o SUS (SES/ Associação dos Portadores de Chagas); e Dengue: uma avaliação das ações de controle nos municípios de uma região de Saúde em PE, 2014 (SMS Venturosa).

O final do ano de 2015 e o início de 2016 foi um período atípico para a Saúde Pública global, quando a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco foi notificada da mudança no perfil da microcefalia no Estado. Assim, o Governo Paulo Câmara não mediu esforços para enfrentar este novo capítulo que o Brasil está escrevendo na saúde pública mundial. Pernambuco foi o primeiro a notificar e acompanhar os casos de microcefalia, com transparência e responsabilidade. Também foi pioneiro na criação de um protocolo de atendimento, que se tornou modelo para outros Estados e países.

Nesse contexto, o Centro de Informações Estratégicas em Saúde (Cievs) criou formulários on-line para a notificação dos casos de microcefalia, com versão também para smartphone, o que ajudou no processo de conhecimento real do cenário da doença no Estado. O site do Cievs ainda era atualizado constantemente com todas as notas técnicas e protocolos sobre microcefalia, o que facilitou o acesso das informações do novo evento de saúde pública à comunidade científica, aos trabalhadores das unidades hospitalares, aos gestores de saúde das três esferas da federação e também diretamente para toda a população e para a mídia nacional e internacional. Além disso, o ambiente foi acessado por pessoas de toda a América, África, Ásia e Europa. O trabalho desenvolvido no Estado na linha de frente da produção de conhecimento e das ações de promoção de assistência, já havia sido elogiado pela então diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margareth Chan.

Com selo prata, ficaram os trabalhos de Vigilância do óbito em Pernambuco: abordagem da sensibilidade entre a Vigilância Epidemiológica Hospitalar e o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SES); e Vigilância das tentativas de suicídio em Recife: avanços e desafios na promoção da integralidade da atenção (SMS Recife). Com o selo bronze, foi agraciado o trabalho Avaliação das ações integradas entre a vigilância e atenção primária para o controle, prevenção e eliminação da filariose e esquistossomose no município de Jaboatão dos Guararapes (SMS Jaboatão).

Em 2012 e 2013, duas experiências bem sucedidas da SES foram premiadas, na área de controle e prevenção da hanseníase e leishmaniose (2012) e controle da tuberculose em populações vulneráveis (2013). Já em 2014, último ano da Mostra, foram outros dois, nas áreas de Integração da vigilância em saúde e Melhoria da qualidade da informação em saúde.

Fonte: Saúde de Pernambuco é destaque em mostra nacional de epidemiologia

%d blogueiros gostam disto: