Parcerias com a China avançam em infraestrutura e comércio | Palácio do Planalto

por Portal Planalto / Foto: Beto Barata/PR

Brasil e China assinaram 14 atos que devem agilizar investimentos e cooperação entre os dois países. Ministros dos Transportes, de Minas e Energia e da Agricultura destacam acordos assinados e parcerias de investimentos firmadas entre os dois países

02/09/2017 – Com 14 acordos assinados entre os dois países e o anúncio da disposição chinesa em aumentar a compra de carne brasileira, ministros do governo Michel Temer avaliam que a visita de Estado à China trará avanços em infraestrutura e comércio ao País. “A visita foi extremamente satisfatória”, afirmou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

Quintella apresentou, durante seminário organizado pela Apex-Brasil, mais de 40 ativos na área de infraestrutura “extremamente atrativos” a empresários chineses, como aeroportos, ferrovias, rodovias e setor portuário. Segundo o ministro, os investidores demonstram “muito interesse” em adquirir participação em empresas brasileiras.

“A China é, hoje, o maior parceiro comercial do Brasil. Chineses têm experiência e história de sucesso em infraestrutura de grande porte e queremos que eles participem desse crescimento do nosso País”, afirmou.

Mais investimentos

Na área energética, o encontro com investidores foi “muito positivo”, de acordo com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. “Os chineses já investem na área de óleo e gás e têm mostrado muito interesse em ampliar esses investimentos. Os que ainda não estão presentes no Brasil também estão muito animados com as informações que têm recebido dos que estão.”

Segundo Coelho Filho, o governo brasileiro está “otimista e confiante” no avanço das relações e parcerias de investimentos entre os dois países, algo que, segundo ele, vai ter papel na geração de emprego e renda para a população.

“Apresentamos várias oportunidades a eles, como os leilões de petróleo que ocorrem em setembro e outubro e os leilões de transmissão e geração de energia. Nossa expectativa é atrair o maior número possível de investidores”, disse.

Comércio de carne

O presidente chinês Xi Jinping informou ao presidente Michel Temer, nesta sexta-feira (1º), que irá autorizar que mais frigoríficos brasileiros possam exportar para a China. Atualmente, 80 plantas frigoríficas estão em fila de espera. Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, é possível que o Brasil dobre o volume anual de carne vendida para o país asiático.

Fonte: Portal Planalto

Fonte: Parcerias com a China avançam em infraestrutura e comércio — Palácio do Planalto

%d blogueiros gostam disto: