Balneário Camboriú não tem registro de casos de dengue, chikungunya e zika | Diarinho

Foram registrados 40 casos suspeitos, mas apenas dois foram confirmados e são de turistas. As pacientes contraíram dengue na cidade de Três Corações, em Minas Gerais, onde moram.

Em Balneário Camboriú o combate ao mosquito Aedes aegypti é mantido durante todo o ano. São 30 agentes que percorrem diariamente os bairros da cidade e verificam as 303 armadilhas espalhadas em pontos estratégicos.

Historicamente, o mês de março é o que apresenta o maior número de focos positivos do mosquito Aedes aegypti em Balneário Camboriú. A chuva e o calor são os principais motivos da proliferação. Até agora, Balneário Camboriú está com 687 focos do Aedes aegypti confirmados, são 160 a mais que o ano passado. Apesar do número de focos positivos do mosquito, nenhum caso de dengue, chikungunya e zika foi registrado na cidade.

Desde 2014 o município é considerado infestado, sendo que o nível atual de infestação é de 80%. Os bairros com maior concentração do mosquito são o Centro – justamente pelo elevado número de turistas, seguido por Nações e Municípios. No mês de março um mutirão de combate ao Aedes aegypti foi realizado no Bairro das Nações, de onde foram recolhidos três caminhões caçambas cheios de entulhos, que poderiam ser criadouros do mosquito.

Fonte: Balneário Camboriú não tem registro de casos de dengue, chikungunya e zika

%d blogueiros gostam disto: